in

Andressa Urach pede para Bispo Edir Macedo o fim da ‘Fogueira Santa’

Andressa Urach e Edir Macedo - Foto: Reprodução

A modelo e ex-apresentadora da Record TV, Andressa Urach, fez um longo desabafo pelos Stories da sua conta oficial no Instagram. A artista falou de alguns assuntos como ter chegado ao fundo do poço na época em que frequentou a Igreja Universal do Reino de Deus.

Segundo a influenciadora, a igreja liderada pelo Bispo Edir Macedo, teria a deixado desamparada depois de “doar quase todos os seus bens” para a instituição depois que ela participou da “Fogueira Santa”. A ‘Fogueira Santa do Monte Sinai’, campanha como é conhecida pelos fiéis da Igreja Universal, é uma ação em que os religiosos, principalmente membros da igreja, realizam um propósito especial com o “objetivo de ter uma transformação em todas as áreas da vida”.

Os pedidos são levados pelos fiéis e levados pelos bispos e pastores até o Monte Sinai – um lugar sagrado, onde Deus manifestou o Seu poder na vida do povo de Israel. Durante o período da campanha, quem participa deve fazer um sacrifício, tanto espiritual como material, para que, da mesma forma, haja a manifestação das promessas Divinas em sua vida.

“QUASE ME LEVOU PARA INFERNO”

“Eu fui ao fundo do poço por causa da fogueira santa. Tudo bem o dízimo, maravilhoso para a obra de Deus crescer, mas a fogueira santa? Você tirar os pés do chão (…) quase me levou para o inferno. Eu dei tudo para Deus. (…) Eu fui orientada para ir para a política e eu disse que não estava preparada porque não queria me perder, não me achava madura o suficiente espiritualmente falando”, disse ela.

Segundo Andressa, ela foi tratada como um demônio após ‘desobedecer’ o tal rito.

“E mais uma vez eu estaria desobedecendo e colheria os frutos da desobediência. O que aconteceu? Fui expulsa de grupos, bastante humilhada. Fui tratada como um demônio (…) sem ter dado motivos. Eu não tinha cometido pecado algum, vivia em obediência, em sacrifício. Tinha doado todo o meu salário na fogueira santa. Fiquei devendo no cartão de crédito porque não tinha dinheiro para pagar minhas contas. Doei todos os meus carros, todo o meu patrimônio. Só sobrou minha casa, que por pouco eu não doei”, completou.

“PELO MENOS ME DEVOLVE UMA PARTE”

Urach prosseguiu implorando para o bispo Edir Macedo parar de realizar a campanha da Fogueira Santa em todas as igrejas da Universal. Além disso, citou sua demissão da Record TV e falou que pediu ajuda para a igreja.

“Eu queria pedir para o senhor parar com a fogueira santa, bispo. Pede o dízimo só, porque eu fui demitida da Record com uma mão na frente e outra atrás depois de ter dado o ‘meu Isaac’. E foi injusto, sim, porque eu não deixei a desejar no meu trabalho, cumpri [tudo] e implorei ajuda de vocês da igreja. Eu disse: ‘eu não tenho dinheiro, não sei o que fazer na minha vida’”, revelou.

“Eu sabia ser apresentadora de TV ou nem consigo nem falar, porque me dói e eu pedi ajuda. Bispo, eu pedi, eu implorei e disse ‘pelo menos me devolve uma parte do dinheiro para abrir algum negócio’ porque eu não pensava em mim, só em Deus. Eu disse: ‘por favor, me devolve pelo menos uma parte do que eu doei porque não tenho como sustentar meu filho’. Eu pedi ajuda para a sua filha, a Cristiane Cardoso, e ela disse que o senhor não tinha nada a ver com isso. E aí fiquei pensando assim: ‘e a minha alma tudo bem eu ir para o inferno porque eu não sabia fazer outra coisa…Não faça mais a fogueira santa porque isso é um crime”, disse ela.

Assista seu desabafo completo abaixo:

Amiga diz que traficante Hello Kitty queria voltar para a igreja: “O diabo investiu alto”

Cantora gospel Bruna Karla grava clipe no Morro do Vidigal