in

Casal é acusado de ‘blackface’ após se fantasiar em festa de igreja

Casal posta foto fantasiados de "nega maluca" - Foto: Reprodução

Um casal membro de uma igreja evangélica de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, está sendo acusado de racismo ao publicar uma foto em que mostra os dois, que são brancos, com os rostos pintados com tinta preta e com perucas simulando o cabelo ‘black power’, para uma festa fantasia na igreja.

Segundo a Igreja Batista Atitude, onde aconteceu a festa, a instituição realizou a celebração realizada no último sábado (23/10), e que os participantes foram vestidos de fantasias escolhidas a critério de cada um, individualmente.

A igreja disse, ainda, que os envolvidos não tinham conhecimento do que era o blackface – que é o ato de se fantasiar de negro para entretenimento dos brancos, geralmente acompanhado de estereótipos -, e que fizeram suas fantasias sem a intenção de serem racistas [confira a nota completa no final da matéria].

A foto, no entanto, viralizou imediatamente nas redes sociais. Como resultado, a imagem foi excluída, mas representantes do Movimento Negro haviam salvo a foto em questão. “Pra deixar bem claro: atitudes como essa são práticas racista e racismo é crime. Solicito uma atitude do poder público e dos órgãos judiciais em relação a essa atitude”, disse a coordenadora do Movimento Beleza Negra, Adriana Rangel.

Além disso, a Comissão de Educação, Assistência Social e Defesa dos Direitos Humanos da Câmara de Vereadores entrou com uma notícia-crime no Ministério Público (MPRJ).

“Não é razoável admitirmos uma pessoa branca pintar seu rosto e corpo de preto – a prática conhecida como blackface – ofende pessoas negras. A prática é considerada preconceituosa porque reforça estereótipos de pessoas negras, quando, na verdade, nós somos diversos, temos boca, nariz, pele, cabelo e trejeitos diferentes uns dos outros”, diz um trecho da nota publicada pelo órgão.

NOTA DA IGREJA BATISTA ATITUDE

A Igreja Batista Atitude, liderada pelo pastor Wallace Cardoso, publicou por meio das suas redes sociais uma nota sobre o caso. Confira abaixo:

“A igreja Batista Atitude em Petrópolis vem por meio desta nota informar que foi realizada uma festividade no último sábado, dia 23, em que os participantes foram vestidos de fantasias escolhidas a critério de cada um, individualmente. As partes envolvidas não tinham conhecimento do que é “Blackface”, portanto, fizeram suas fantasias sem intenção de serem racistas”

“Sabemos quem somos coom igreja e jamais admitiremos qualquer tipo de discriminação em nosso meio. Nós em momento algum fizemos qualquer tipo de discriminação. Nós amamos a todos, sem exceção, assim como Cristo nos ensina em João 13:34. Atenciosamente, Pr. Wallace Cardoso”.

Escrito Por

Editor-chefe do Portal do Trono. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência.

Missionária que falou palavrão durante culto pede desculpas

Atleta de vôlei é afastado e multado após criticar bissexualidade de Superman