in

Ciro Gomes grava vídeo com Bíblia e Constituição: “Não conflitantes”

Ciro Gomes exibe a Bíblia e a Constituição - Foto: Reprodução/Twitter

Ciro Gomes, em um vídeo divulgado nas redes sociais, aproximou a Bíblia e Constituição Federal, alegando que os livros não seriam ‘conflitantes’. A declaração do político seria um aceno aos cristãos visando sua aproximação com esse público para as eleições de 2022.

Publicidade

No vídeo de pouco mais de 2 minutos, Ciro disse que o Brasil é um Estado Laico, mas que a política e a religião podem viver em harmonia.

“O Brasil é uma República laica. O estado tem vida independente das igrejas e as igrejas têm vida independente do estado. Mas estes livros não são conflitantes”, diz Ciro Gomes segurando a Bíblia em uma das mãos e a Constituição na outra. “O mesmo acontece com a religião e a política. Se observamos bem, veremos que ideias centrais do cristianismo inspiram a vida de todos nós que lutamos por um Brasil melhor”.

Publicidade

O político disse que o país nasceu da fé cristã e reforçou a importância dessa religião.

“Esse princípio republicano, porém, não nos deve levar à negação de uma realidade histórica, com consequências sempre atuais: o Brasil se formou no berço do cristianismo. E são dois os aspectos da mensagem cristã que devem falar fundo no coração de qualquer brasileiro”, disse ele.

O objetivo de Ciro foi afirmar que a religião tem ligação estreita com a política e ressaltou dois pontos que devem ser levados do cristianismo para a vida das pessoas: a superação e a solidariedade.

“Porque a boa política, além de ser semeadora de sonhos, é a alavanca do destino coletivo e das liberdades individuais. E esse sonho se desfaz se o mundo não oferece condições materiais e espirituais para ele florescer e frutificar”, completou.

Publicidade

O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia, criticou Ciro Gomes e pediu aos cristãos para não serem enganados por políticos; veja abaixo:

Publicidade

João Figueiredo celebra aniversário em igreja do pastor André Valadão

Serial killer Lázaro Barbosa estaria usando o Livro de São Cipriano?