in

Veja os deputados evangélicos que votaram a favor do Fundão de 5,7 bi

Os deputados federais aprovaram o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022. Foram 278 votos favoráveis, 145 contrários e 1 abstenção. Além disso, o PL também acabou sendo aprovado pelo Senado por por 40 a 33.

Após a aprovação da Lei, que prevê um déficit de R$ 170,47 bilhões para o orçamento, os parlamentares foram bastantes criticados. Isso porque, o PL amplia de R$ 2 bilhões para mais de R$ 5,7 bilhões para o Fundo Eleitoral, o chamado Fundão para 2022, quase o triplo do praticado nas eleições municipais de 2020. O orçamento segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Alguns deputados evangélicos, muitos da Frente Parlamentar Evangélica, e conhecidos do meio cristão votaram a favor da Lei, e foram repreendidos, principalmente pelos religiosos. Entre eles, Marco Feliciano (SP), Abílio Santana (BA), Lauriete (ES) e David Soares (SP). Confira o voto de cada líder evangélico abaixo:

“VOTOU A FAVOR, MAS É CONTRA”

Após a aprovação do PL, vários deputados tiveram que se explicar porque criticaram o chamado Fundão, mas votaram a favor da Lei Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022. Os parlamentares alegam que, apesar de terem votado a favor, votaram pela aprovação do destaque apresentado pelo partido Novo que tentava retirar o Fundão do texto.

O destaque foi votado após aprovação do texto-base da LDO. A tentativa de retirar o Fundão foi rejeitada em votação simbólica, ou seja, sem que cada deputado registrasse seu voto.

A cantora gospel Lauriete foi um dos evangélicos que se posicionaram contra o Fundão. Ela reiterou que o Brasil enfrenta uma pandemia, e que por causa disso, foi contra o Fundo Eleitora, mas teve que votar a favor da LDO. Além disso, defendeu o veto presidencial para o que ela chamou de “absurdo”. Assista abaixo:

Antes de morrer, Júlia Cayuela registrou seus últimos momentos no Instagram

Morre pastor que fazia cultos com jogadores no Corinthians