in

Esposa de pastor que não ressuscitou diz que fiéis presenciaram ‘clarão’ no céu

Ana Maria e Huber: marido, morto pela Covid-19, tinha expectativa de ressuscitar no terceiro dia - Foto: Arquivo Pessoal

Ainda repercute na imprensa, bem como nas redes sociais o caso do pastor que prometeu ressuscitar após de três dias da sua morte, mas foi enterrado logo depois de passar o tempo estipulado para o ‘milagre’. A esposa do pastor disse ao Jornal O Globo que não se envergonha, apesar de algumas pessoas terem transformado o caso em piada, e que um clarão no céu pouco antes do sepultamento.

Huber Rodrigues, de 49 anos, morreu após contrair a Covid-19 e não resistir às consequências da doença. A morte do religioso, atestada na sexta-feira (22/10), foi bastante comentada no início desta semana, isso porque, familiares, amigos e moradores da pequena cidade de Goiatuba (GO), na região sul de Goiás, impediram o sepultamento do pastor até que se completassem os três dias.

Mas, o prazo para a ressurreição descrito por ele terminou na segunda-feira (25/10), às 23h30. Diante disso, o religioso foi enterrado na madrugada desta terça-feira (26/10), às 0h30, em Goiatuba. Centenas de pessoas acompanharam o sepultamento de Huber. Uma multidão ficou aguardando o cortejo do corpo, cantando em homenagem ao pastor.

CLARÃO NO CÉU

De acordo com Maria Oliveira Rodrigues, de 56 anos, esposa do religioso, ela ficou com o coração na mão e dividida até o último minuto, porque temia que a profecia que o próprio marido fez constar em documento em 2008 não se cumprisse.

Ana Maria não se envergonha, apesar de algumas pessoas terem transformado o caso em piada. E afirmou que muitos viram um sinal no céu, pouco antes do sepultamento do seu marido.

“Não me importo com as brincadeiras, eu entendo. Mas muita gente que estava do lado de fora da capela viu um clarão no céu na hora em que o Huber tinha pedido para ser feito o sepultamento. Ele foi muito claro quanto ao horário. Ele tinha muito medo de ser enterrado vivo — conta Ana Maria, lembrando que, além da luz repentina, começou a chover. — Deus sabe o que faz, a minha fé não ficou abalada, muito pelo contrário, foi avivada. Eu estou com a minha consciência tranquila de que atendi a um pedido do meu marido, que tanto bem fez para esta comunidade”, afirmou ela.

A mulher e o pastor tiveram Covid-19 juntos. A mulher se recuperou em casa, já o religioso ficou internado e chegou a ser entubado. Segundo Ana, em 26 anos de união, foi a primeira vez que ela passou mais de um mês sem vê-lo. Ele morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória no hospital.

“Mas ele começou a melhorar e melhorar. Pela graça de Deus porque ele ficou muito grave, a ponto de fazer hemodiálise, dia sim, dia não. Os médicos falavam que ele estava se recuperando, retiraram do tubo e só o deixaram na UTI para ter um suporte de oxigênio. Eu avisava todos os dias à família dele, dava notícias, estávamos esperando a alta”, contou.

“Passamos a nos ver pela câmera do celular porque, devido à pandemia, ninguém pode entrar no hospital (Itumbiara, a cerca de 50km de Goiatuba). Na quinta-feira, foi a última vez que nos vimos. Eu estava no nosso ministério e outros missionários também viram como ele estava pela câmera do celular. No sábado, entretanto, houve uma piora e ele partiu após ter uma parada cardiorrespiratória”, revelou.

A CARTA

No documento, assinado em 2008, Huber Carlos Rodrigues disse que recebeu uma revelação do Espírito Santo, e que passaria por um “mistério de Deus”, onde ressuscitaria às 23h30 – três dias após sua morte.

“Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, escreveu na carta.

Escrito Por

Editor-chefe do Portal do Trono. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência.

Influenciadora cristã é cotada para o Big Brother Brasil

TikTok lança projeto que destaca artistas gospel na plataforma