in

Ex-genro de Valdemiro expõe família Santiago em crise: ‘Eles me devem milhões’

Na tarde desta segunda-feira (7/1), o ex-marido da pastora Raquel Santiago, Filipe Pires Iannie, procurou a coluna para se defender das acusações que sofreu. “Eu mesmo preferi entrar em contato. Inclusive, pedi para os meus advogados não se pronunciarem. Eu não recebi R$ 800 milhões na minha separação. Eles [Os Santiago] é quem devem as minhas empresas milhões e não pagam“, disse. As informações são do Léo Dias.

Publicidade

Segundo Filipe, a Igreja Mundial do Poder de Deus está afundada em dívidas devido à má administração de Raquel e não por causa do fim de seu casamento com ela.

“Eu não tenho culpa da péssima administração dela. Nem mesmo dos gastos abusivos deles. Eles gastam muito com viagens, voos particulares e eventos. Querem resolver as coisas? Vendam a casa que compraram em Ilhabela por R$ 20 milhões. Vende uma das aeronaves. Eles tem várias! Quer pagar o aluguel que deve? Vende o hangar que ele tem no nome da empresa dele. Ou os aviões, quem sabe. Eles não podem alegar que a culpa do fracasso da família é porque eu levei R$ 800 milhões”, disse.

Publicidade

“Recebi ofensas desnecessárias dos fanáticos que acreditaram nessa inverdade e ainda precisei reforçar a minha segurança“, completou Pires.

Além das polêmicas envolvendo o dinheiro da Igreja, Felipe viu o seu nome ser exposto na mídia após Raquel ser acusada de se envolver em uma relação extraconjugal. Segundo fontes, Raquel traia Filipe Iannie com o assessor de seu pai — que também seria ex-companheiro de sua irmã. “A traição dela é passado. Eu já virei a página. Só não posso ser hostilizado por algo que não é certo”, concluiu. Iannie teve dois filhos com a pastora e comunica-se com a ex por meio das crianças, apenas.

O empresário finalizou a conversa com a coluna revelando ter o desejo de receber o que já emprestou à família. “Eu sou empresário e palestrante. Não sou pastor. Não posso revelar valores mas eles me devem alguns milhões. Achei engraçado que foi só a Coluna Leo Dias falar que a Raquel gastava tudo em evento, que ela cancelou o encontro do dia 15 de dezembro com os artistas da música gospel“, finalizou.

Publicidade

Publicidade

Arcebispo critica lei que determina 20% de público para missas e 50% para praças

Primo do pastor Silas Malafaia, bispo Daniel não resiste e morre de Covid-19