in

Tentando impedir cassação, advogado de Flordelis acusou Pastor Anderson de pedofilia

Anderson do Carmo e Flordelis - Foto: Reprodução

Flordelis teve o seu mandato cassado no final da tarde desta quarta-feira (11/08), pelo Plenário da Câmara dos Deputados. Por 437 votos a favor da cassação e 7 contra, a Câmara dos Deputados cassou o mandato de Flordelis. Como resultado, perdeu o direito de se eleger pelos próximos oito anos.

Publicidade

Mas, um fato chamou bastante atenção dos deputados federais ali presentes, e também do público que acompanhava a sessão plenária. Um dos advogados da pastora, durante seu tempo de fala, fez sérias acusações contra o marido da agora ex-parlamentar, o pastor Anderson do Carmo.

Jader Marques, que assumiu a defesa de Flordelis há cerca de dois meses, afirmou naquele momento que o pastor Anderson do Carmo abusava sexualmente de filhas e netas do casal. A declaração chocou a todos. Além disso, essa tentativa de impedir a cassação foi vista negativamente pelos políticos que confirmaram ainda mais o voto pela perda do mandato da pastora.

Publicidade

“TEMOS PROVAS”

“Flordelis tem ouvido de sua defesa, dia após dia, informações do processo que muitas vezes a levam a médicos e (tomar) remédios. Não é possível que o homem que eu amava era um estuprador, abusador de crianças. Mas, isso vai ser provado, deputados e deputadas. Este homem acariciava as filhas dela durante a noite de maneira sub-reptícia, nojenta, asquerosa”, afirmou o advogado de Flordelis.

Além disso, Jader Marques disse que o pastor agarrava as netas e alegou ter provas ainda de supostas traições. No entanto, o advogado da parlamentar disse que essa tese defensiva será levada ao processo criminal respondido por Flordelis, acusada pelo Ministério Público e Polícia Civil de ser mandante do assassinato.

Ainda no seu tempo, Marques afirmou que o laudo da Polícia Civil sobre a morte de Anderson foi mal feito e insinuou que o pastor levou muitos tiros na região da genitália, isso porque, segundo ele, seria uma ‘vingança’ cometida pelos filhos do casal, pelo fato de Anderson ter cometido os crimes sexuais com as filhas e netas.

“Deixem Flordelis suspensa no seu mandato até o final do Tribunal do Júri. E eu lhes mostrarei o que essas crianças contam desse sem vergonha”, disse ele. “Esse homem agarrava suas próprias netas. Pressionava e agarrada a filha, que não aguentando participou da sua execução”, completou.

Publicidade
Advogado Jader Marques – Imagem: Reprodução

ADGVOGADO DO PASTOR ANDERSON REPUDIA

O advogado que representa o pai de Anderson do Carmo, Angelo Máximo, disse ao Extra, que no processo criminal, repudia as acusações contra o falecido. Além disso, disse que Flordelis também deveria investigada por isso.

“As acusações são levianas, sem prova nenhuma para imutar crimes tão graves a quem não está mais aqui para se defender. Se o crime acontecia, por que Flordelis não noticiou nada? E se isso acontecia, ela era conivente, ou até coautora porque ela tinha conhecimento e não comunicava à polícia. Se é verdade o que Flordelis fala, tentando se defender, cabe à polícia apurar isso e investigar Flordelis também”, rebateu o advogado de Anderson.

Publicidade

Morre o ator Tarcísio Meira, aos 85 anos, vítima da Covid-19

Samuel Câmara, pastor da AD, canta música de Roberto Carlos durante culto