in

Governo destina R$ 30 milhões para publicidade em emissoras de igrejas

O governo de Jair Bolsonaro destinou mais de R$ 30 milhões para empresas de mídia ligadas a líderes evangélicos que apoiam o presidente, segundo reportagem da Agência Pública, que teve acesso a dados da Secretaria de Comunicação da Presidência (SECOM).

Publicidade

O valor representa 10% de tudo que o governo já gastou com publicidade desde o início de 2019, e beneficia igrejas e pastores que oraram por Bolsonaro no início desse mês de junho, em reunião comandada pelo pastor Silas Malafaia.

A maior beneficiária das tratativas é a Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, que recebeu 90% de todo o valor. Confira abaixo a relação:

Publicidade

Igreja Universal do Reino de Deus:
– Record TV: R$ 28,6 milhões;
– Record News: R$ 1 milhão;
– Rádio Guaíba: R$ 22 mil;

Igreja Sara Nossa Terra:
– Fundação Sara Nossa Terra: R$ 741 mil;

Assembleia de Deus:
– Rede Boas Novas: R$ 472 mil;

Renascer em Cristo:
– Fundação Evangélica Trindade: R$ 402 mil;

Publicidade

Igreja Internacional da Graça de Deus:
– Nossa TV: R$ 1,5 mil.

Em contrapartida, essas igrejas devem valores à Receita Federal, por conta de tributos não pagos ao Estado, como as contribuições sociais de funcionários para a Previdência Social. O montante chega a R$ 194 milhões.

Desse valor, a Igreja Internacional da Graça de Deus, do missionário R.R. Soares, deve, sozinha, R$ 145 milhões.

Procurada, a Secretaria de Comunicação da Presidência (SECOM) não respondeu aos questionamentos da reportagem sobre os gastos de publicidade com os veículos de mídia ligados às igrejas.

Publicidade

Escrito Por

Editor-chefe e fundador do Portal do Trono. Advogado, graduado em Direito pela UFCG. Apaixonado por Deus, pela música e pela informação. Um chamado que está sendo atendido, e edificado milhões de vidas no Brasil e no mundo.

Pastor transforma igreja em bar para protestar contra isolamento social

TV Globo exibe comercial de igreja evangélica pela 1ª vez na história