in

Governo do Rio de Janeiro confirma Epidemia de gripe

Cidade do Rio vive epidemia de gripe - Foto: Reprodução

O Rio de Janeiro vive uma epidemia de gripe da Influenza A, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Isso porque, a ‘Cidade Maravilhosa’ vê o número de pacientes com os sintomas da doença aumentar, e inclusive quatro vezes maior que o normal.

“A pergunta que não quer calar é: estamos enfrentando uma epidemia de influenza? Sim, e, desde então, a Secretaria de Saúde do RJ pôs em prática seu plano de contingência, abrindo tendas de atendimento à população junto a Unidades de Pronto Atendimento”, disse a SES.

Epidemia é quando há a manifestação coletiva de uma doença que rapidamente se espalha, por contágio direto ou indireto até atingir um grande número de pessoas em um determinado território e que se extingue após um período. E justamente é o que está havendo no Rio de Janeiro, superando até mesmo os casos de Covid-19. No entanto, segundo a SES, a doença é “protegível com a vacinação” e “que ela raramente agrava”.

A BUSCA POR VACINAÇÃO

Devido um aumento de 2.647% nos atendimentos de gripe nas UPAs no estado, nas últimas semanas, o Governo do Rio resolveu instalar tendas nas Unidades de Marechal Hermes, Tijuca e Botafogo e está preparando o mesmo nas UPAs Penha e Jacarepaguá, na Zona Oeste, todas na capital do estado.

Nesta sexta-feira (10/12) a vacinação contra a gripe retoma no Rio de Janeiro, isso porque, por falta de doses, a imunização teve que ser suspensa no último sábado (04/12). Na quarta-feira (08/12), o estado recebeu 100 mil doses do Ministério da Saúde. Amanhã (11/12), mais 400 mil doses, doadas por São Paulo, chegam à capital, segundo o prefeito Eduardo Paes.

Apesar da capital decretar epidemia, o cenário no estado, entretanto, não é classificado, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Mas, já é possível notar aumento de casos na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Segundo Alberto Chebabo, infectologista, vice-presidente na Sociedade Brasileira de Infectologia, e integrante do comitê científico da prefeitura, o vírus Influenza A não circulava no Brasil desde o inverno de 2019. De acordo com ele, possivelmente a doença foi trazida por algum turista ou brasileiro que tenha viajado para o exterior, pois nesse momento o vírus da Influenza A circula no hemisfério norte.

Escrito Por

Jornalista do Portal do Trono nascido em Belo Horizonte, em Minas Gerais. Admirador da Rádio, TV e Internet. Contato: (31) 99583-5239.

Universidade Federal oferta curso “Reino de Deus” e gera discussão na web

Cantor gospel Alisson Santos pede oração após ser diagnosticado com doença