in

Hamas pede a Justin Bieber para cancelar show em Israel

Cantor Justin Bieber - Foto: Divulgação

O grupo terrorista Hamas ameaçou atacar durante a apresentação do cantor canadense Justin Bieber. O artista agendou um show em Tel Aviv, capital de Israel, em 13 de outubro de 2022.

Segundo a Agência AJN, Justin Bieber se apresentará no Hayarkon Park, um dos locais mais visitados de Tel Aviv. O show faz parte de sua turnê ‘Justice World Tour’. Mas, o grupo terrorista Hamas, que governa Gaza, mandou Justin Bieber cancelar o show.

Além disso, o grupo pediu ainda, em um comunicado nesta quinta-feira (18/11), que Justin boicote Israel “em protesto por seus repetidos crimes contra nossos palestinos”. Vale lembrar que Justin Bieber é cristão e foi batizado na igreja evangélica Hillsong Church, nos Estados Unidos. O cantor ainda não se manifestou sobre a ameaça do grupo Hamas.

As Forças de Defesa de Israel (IDF) publicou uma pequena mensagem direcionada ao grupo terrorista: “Hamas, não é tarde demais para pedir desculpas a todas as pessoas que você aterroriza. Nunca diga nunca para acabar com o terrorismo”, disse nas redes sociais. O cantor ainda não se manifestou sobre a ameaça do grupo Hamas.

TURNÊ NO BRASIL

A turnê de Justin começará em 2022 nos Estados Unidos, começando em San Diego, em 18 de fevereiro. Depois, o cantor se apresenta no México, em maio, antes de seguir para a Escandinávia, América do Sul, África do Sul e Oriente Médio, em setembro e outubro. Além disso, Bieber irá na Austrália e Nova Zelândia em novembro e dezembro, e no Reino Unido e na Europa no início de 2023.

Justin Bieber anunciou nesta segunda-feira (15/11). Será apenas uma performance no Brasil, mais precisamente no Rock in Rio, no dia 04 de setembro. Justin Bieber se apresentará no Palco Mundo, o principal do Rock in Rio, no primeiro domingo do festival, assim como Demi Lovato e IZA.

Escrito Por

Acompanhe as nossas redes e fique sempre bem informado!

Pastor Júlio César, da Igreja Santidade e Arrependimento, é preso em SP

Pastor usa termo “homossexualismo” em culto e é denunciado ao MP