in

Igreja processa cantora gospel Fernanda Brum por ter faltado em evento

Cantora Fernanda Brum - Foto: Reprodução

A Igreja Evangélica Batista Jesus Lírio dos Vales, que fica em Jequié, no interior da Bahia, resolveu processar a cantora gospel Fernanda Brum. Isso porque, segundo a instituição, a artista não compareceu a um evento organizado pela igreja. Como resultado, tiveram prejuízos financeiros e pedem uma indenização de pouco mais de R$ 46 mil pelo ocorrido.

Publicidade

De acordo com o processo que tramita na 1ª Vara dos Feitos de Relação de Consumo, Cível, Comercial e Acidente do Trabalho de Jequié desde junho de 2019, Fernanda Brum foi contratada em junho de 2018 pela Igreja Evangélica Batista Jesus Lírio dos Vales para o evento marcado no final do mês de setembro daquele ano. A informação é do Jornal O DIA.

A igreja alegou que pagou um cachê de R$ 15 mil à artista para se apresentar no evento chamado “Chá das Mulheres”, no fim de setembro. Mas, a cantora gospel, que é considerada uma das mais queridas do Brasil, teria alegado motivos de força maior para não aparecer no evento de setembro. Além disso, a artista pediu um adiamento para a semana seguinte, ou seja, para início de outubro.

Publicidade

NOVO SUMIÇO E TENTAIVA DE ACORDO

No entanto, Brum não compareceu novamente alegando problemas de saúde. Ela inclusive, teria enviado um atestado médico para justificar sua ausência, porém não disponibilizou nenhuma nova data, segundo a Igreja Jesus Lírio dos Vales.

Ainda segundo a instituição religiosa, os responsáveis tentaram entrar em acordo com a cantora, mas sem sucesso. Como resultado, tiveram que cancelar o evento e arcar também com os prejuízos dos ingressos devolvidos e lanches destinados à venda no evento.

Além disso, alegam que perderam a credibilidade junto aos fiéis da igreja, já que o evento tinha como objetivo principal o início de um projeto para a construção de um templo maior e mais bem estruturado. Por causa disso, a Igreja Evangélica Batista Jesus Lírio dos Vales pede uma indenização de pouco mais de R$ 46 mil por danos morais e materiais, inadimplência contratual referentes ao cachê pago de R$ 15 mil, na época, as passagens aéreas e gastos com a produção do evento.

Segundo a colunista Fábia Oliveira, do Jornal O DIA, agora em agosto, houve uma audiência de conciliação, mas Fernanda Brum não apareceu e também não foi representada pelos advogados. A ação segue na justiça.

Publicidade

A reportagem do Portal do Trono entrou em contato com a cantora para falar sobre o caso, mas até o fechamento desta matéria, a artista não havia retornado.

Publicidade

Rapper AMDK lança “Evangelho das Ruas” declarando que Jesus é o Salvador

Pastor da AD diz que não existe o termo ‘pastora’ nem “de consideração”