in

Isaias Saad e artistas pedem prisão de DJ Ivis após agressão à ex-esposa

Cantor Isaías Saad e DJ Ivis - Foto: Reprodução

O cantor gospel Isaias Saad usou sua conta oficial no Twitter para expor sua indignação sobre as agressões sofridas por Pamella Holanda cometidas pelo produtor musical Iverson de Souza Araújo, mais conhecido como DJ Ivis. Saad apoiou a prisão do agressor.

Neste domingo (11), Pamella Holanda decidiu compartilhar imagens gravadas por câmeras de seguranças em que mostram DJ Ivis agredindo-a. O artista aparece nos vídeos dando puxões de cabelo, chutes e socos na ex-mulher.

Os vídeos compartilhados por ela nas redes sociais foram gravados em datas anteriores a este domingo. A divulgação trouxe grande repercussão nacional e DJ Ivis foi criticado por internautas e artistas, que pediram a prisão do artista. Entre os inconformados, estava o cantor gospel Isaias Saad.

“O que mais me impressiona no vídeo do Dj Ivis agredindo a Pamella, (além das agressões) é ver amigos dele por perto sem fazer nada, viam ele bater na mulher e ficavam olhando! Que absurdo, tem que ser preso junto, pra aprender a parar de passar pano pra agressores”, escreveu o cantor.

Nas filmagens é possível ver uma pessoa, chamado Charles, amigo de Ivis e que presencia as agressões, mas não esboça qualquer reação. Ele também foi bastante criticado por não ter defendido Holanda.

ARTISTAS CRITICAM DJ IVIS

A ex-cantora gospel Mara Maravilha também usou as redes sociais para protestar contra o produtor musical e sair em defesa da mulher agredida: “Nós mulheres somos pedras preciosas. Mulher merece amor, carinho e respeito! Nenhum motivo justifica atitudes em relação a mulher que não sejam de amor! Não silencie! Fomos feitas para amar e sermos amadas”, escreveu Mara.

Dezenas de artistas criticaram o artista e muitos pediram a prisão do DJ Ivis. Entre eles: Marília Mendonça, Antônia Fontenelle, Latino, Ivete Sangalo, Joelma, Solange Almeida, entre muitos outros.

Vitória de Deus diz que acusação a Samuel Mariano é um “grande teatro”

Bolsonaro interrompe entrevista para orar o “Pai Nosso”