in

Luciano Camargo é acusado de “roubar” música gospel de compositor

O cantor gospel Luciano Camargo, de 48 anos, poderá ter que pagar uma indenização milionária a um compositor de São Paulo por supostamente não ter creditado seu nome na canção “Ele é Jesus”, uma das faixas do álbum “A Ti Entrego”. A música, inclusive, já foi vista mais de 1,1 milhão de vezes no YouTube.

Por causa disso, o compositor João Gomes Rampani, conhecido como Netto, entrou com um processo na Justiça de São Paulo contra Camargo e pede R$ 10 milhões na ação.

De acordo com o portal Em Off, João afirma que escreveu a música em 2001 em parceria com a compositora Aparecida de Fátima Leão e Waleriano Leão de Morais. Ele conta que foi surpreendido ao ver Luciano Camargo interpretando a canção em um programa de TV.

De acordo com o compositor, logo após o episódio fez buscas na internet e descobriu que a canção “Ele é Jesus” havia sido gravada por Luciano. Além disso, a canção já estava disponível nas principais plataformas digitais, o que surpreendeu ainda mais o compositor.

“Os créditos pela composição da música [são dados] apenas aos coautores da obra musical, Fátima Leão e Vinicius Leão, não havendo, em nenhum lugar, referência acerca da participação do Requerente [Pampani] como compositor da obra“, diz a defesa do compositor na ação. Ainda no texto, o autor diz que em nenhum momento concedeu os direitos sobre a obra para Luciano Camargo.

Na ação, o compositor busca “reconhecimento de seu direito de reconhecimento de sua coautoria de obra musical, bem como ter a reparação material e moral pelo ocorrido”, diante disso a defesa pede a quantia de R$ 500 mil por danos morais e R$ 10 milhões a título de danos morais, por não ter recebido nenhum centavo desde o lançamento da canção.

Escrito Por

Acompanhe as nossas redes e fique sempre bem informado!

Cantora Mara Lima quer proibir banheiros unissex no PR: “Porta para o assédio”

Menino que morreu em escola disse que “ia para o céu” pouco dias antes