in

Missionária que fez denúncias sobre Igreja de Samuel Mariano está sendo ameaçada

Missionária Milena Filgueiras - Foto: Reprodução/Instagram

A missionária e conferencista Milena Filgueiras usou as redes sociais para fazer um pedido de socorro, isso porque recebeu ameaças depois que ela denunciou um suposto esquema de lavagem de dinheiro da AD Brás Paraíba, que era liderada pelo pastor Samuel Mariano.

Publicidade

Milene está grávida, inclusive é uma gravidez de risco. Ela foi membro da Assembleia de Deus na Paraíba e foi considerada braço direito de Isabella Mariano, esposa do pastor Samuel Mariano. Ela começou a receber ameaças, quando vazou um áudio na qual denuncia um suposto esquema de lavagem de dinheiro da AD Brás Paraíba.

Além disso, alega que o vice-presidente da ADBrás Paraíba, pastor Junior Feitosa, tem feito tentativas de acobertar as provas para acobertar Samuel Mariano. Diante das ameaças, ela pediu respeito, sobretudo a sua gestação.

Publicidade

As informações do suposto áudio atribuído à missionária e das ameaças foram informadas pelo portal Assembleianos de Valor. Segundo a matéria, a missionária foi obrigada a gravar um vídeo desmentindo tudo o que ela falou em um áudio sobre Samuel Mariano, e esse áudio foi vazado.

Segundo informações, a pregadora estaria ‘trancada’ em casa sem poder sair e foram “pessoas” baterem em sua porta a mando dos líderes da igreja, numa tentativa clara de intimidação.

“Gostaria de pedir encarecidamente as pessoas sem amor e respeito e sem noção que respeitem minha gestação, use sua rede social para dar vida e não para matar vidas. Estou em gravidez de risco, seja mais humano. Desde já agradeço”, disse a missionária Milena Filgueiras em sua postagem.

Publicidade

Publicidade

Sarah Sheeva critica mulheres que usam roupas curtas: “PiriCrente”

Pastor é acusado de aplicar golpe de R$ 2,5 milhões em fiel