in

Mourão diz que não sabe o porquê de Bolsonaro não parabenizar Joe Biden

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), afirmou, nesta terça-feira (15/12), não saber o que falta para que o Brasil reconheça a vitória de Joe Biden nos Estados Unidos. As informações são do Metrópoles.

Questionado sobre o que faltava para que o governo brasileiro reconheça a vitória do democrata nas eleições dos EUA, Mourão respondeu apenas: “Não sei”. Logo em seguida, ao ouvir ponderações de que o Brasil é um dos únicos países que ainda não parabenizou Biden pela conquista da Casa Branca, o vice-presidente limitou-se a um “Pois é”.

O Colégio Eleitoral dos Estados Unidos (EUA) elegeu oficialmente, nessa segunda-feira (14/12), no Colégio Eleitoral, que faz parte do protocolo formal de eleições nos EUA, Joe Biden como presidente do Estados Unidos. Na solenidade, os delegados de todos os estados se reuniram, em suas respectivas regiões, e 306 deles (eram necessários 270) votaram – em cédulas de papel – nos nomes do presidente e da vice-presidente eleita.

Joe Biden e Kamala Harris foram eleitos em 7 de novembro, e tomam posse na penúltima semana de janeiro (20/01). Apenas o Brasil (Jair Bolsonaro) e a Coreia do Norte (Kim Jong-un), entre as nações mais importantes na geopolítica mundial, ainda não reconheceram a vitória do democrata.

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, que também não havia reconhecido Biden, enviou uma carta a Biden, nesta terça, parabenizando-o pela eleição.

Na sexta-feira (13/12), em entrevista à Rádio Gaúcha, o vice-presidente afirmou que, “como indivíduo”, reconhecia a vitória de Joe Biden.

Na ocasião Mourão afirmou, no entanto, que não respondia pelo governo federal. “Como indivíduo, eu reconheço, mas temos que olhar que eu não respondo pelo Executivo. Como indivíduo, eu julgo que a vitória do Joe Biden está cada vez mais sendo irreversível”, concluiu.

Publicidade

STF define que cônjuge não tem que dividir pensão por morte com amante

Casal de pastores morre com Covid-19 em SP e deixa 2 filhos com deficiência