in

Movimento Batistas por Princípios ‘desconvoca’ fiéis para o 7 de setembro

Imagem: Reprodução

O Movimento Batistas por Princípios “desconvocou” a participação de fiéis evangélicos nas manifestações de amanhã (07/09), Dia da Independência do Brasil.

Em nota publicada em seu site, o grupo enumerou as razões que levaram a tal decisão. Uma delas é o apoio que será dado no ato a “iniciativas autoritárias” por parte do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Estranhamos o lamentável fato de que pastores, embora ensinem em suas igrejas uma eclesiologia democrático-congregacional, expressam sua solidariedade a uma manifestação de claro apoio a iniciativas autoritárias e pouco democráticas do atual Presidente da República”, iniciou eles.

O Movimento segue sugerindo que os integrantes da congregação, que defendem “princípios de verdadeira democracia e separação entre Igreja e Estado, não compareçam às ruas” neste feriado que está sendo organizado pelos conservadores e apoiadores do presidente da república.

“Afirmamos com ênfase que a convocação para tal manifestação pública, embora exiba como fachada a defesa da liberdade e da democracia, na verdade se revela como astuta tentativa do atual governo de provocar rupturas institucionais e criar ambiente favorável a instalação de um governo autoritário e personalista”, diz.

“Sendo assim, conclamamos aos irmãos e irmãs, especialmente aos batistas que sempre defenderam princípios de verdadeira democracia e separação entre Igreja e Estado, a não comparecerem às ruas na próxima terça-feira, dia 7 de setembro, aproveitando melhor o seu tempo com outras atividades mais recompensadoras e que, ao fim e ao cabo, demonstrem o autêntico respeito que temos pelo Dia da Independência’, finaliza a nota. Leia na íntegra aqui!

Com a intensa repercussão da mobilização para o 7 de Setembro, líderes evangélicos como Claudio Duarte, Silas Malafaia, Renê Terra Nova, Apóstolo Estevam Hernandes, Samuel Câmara, Apóstolo César Augusto, Magno Malta, Jorge Linhares, entre outros, têm convocado seus seguidores e fiéis para a manifestação.

Sendo assim, o ato, que está sendo organizado por conservadores e apoiadores do Presidente Jair Bolsonaro, ganha força e promete ser uma das maiores já realizadas no Brasil.

Publicidade

Pastor Márcio Poncio e esposa se separam pela segunda vez em 2021

Justin Bieber encoraja seus 193 milhões de seguidores: “Espere em Deus”