in

Pastor é acusado de estuprar jovem por cinco anos; a vítima era obrigada a orar após o ato

Imagem ilustrativa/Nadine Shaabana

Um pastor evangélico da Igreja Quadrangular de Altamira, no sudeste do Pará, está sendo acusado de estupro de vulnerável contra uma jovem de 18 anos.

A mulher denunciou o pastor, que também é superintendente da IEQ do município. Os abusos teriam ocorrido durante cinco anos e começaram quando a vítima tinha apenas 9 anos de idade.

Segundo a jovem, ela demorou para fazer a denúncia por ser coagida pelo pastor. O religioso dizia que, se ela o denunciasse, iria magoar muito sua mãe.

Segundo o Boletim de Ocorrência (BO), registrado na Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca) em Altamira, o pastor era amigo íntimo da família e, com isso, levava a menina para uma área reservada da igreja. Lá, ele tocava suas partes íntimas da vítima, tirava sua calcinha e realizava o abuso sexual.

A jovem relatou ainda que, apesar dela pedir que o suspeito parasse, ele não obedecia. Os abusos eram diários, segundo a vítima e segundo ela, outras garotas também teriam sido abusadas pelo o homem, que lhe oferecia dinheiro depois de estuprá-la. A jovem revelou também que, após os estupros, ela era obrigada a orar.

A Polícia Civil está investigando o caso.

Escrito Por

Jornalista do Portal do Trono nascido em Belo Horizonte, em Minas Gerais. Admirador da Rádio, TV e Internet. Contato: (31) 99583-5239.

Mulher que extorquia moradora dizendo ter poderes sobrenaturais é presa em GO

Auxílio Belo Horizonte começa a ser pago em dezembro; veja datas