in

Pastor e esposa são mortos a facadas pelo próprio filho de 22 anos

Guilherme Heringer Cesar é suspeito de matar os pais e depois tirar a própria vida em Vila Velha - Foto: Reprodução

Na madrugada desta quarta-feira (04/08), um pastor evangélico e sua esposa foram mortos a facadas dentro de casa, em Vila Velha, na Região Metropolitana de Vitória. O crime foi cometido pelo próprio filho, segundo a Polícia Civil.

Publicidade

De acordo com a Polícia Civil (PC) do ES, Paulo Oliveira Cesar, de 68 anos, e a esposa Raquel Heringer Cesar, de 61, foram assassinados em casa pelo próprio filho, o estudante de Medicina Guilherme Heringer Cesar, de 22 anos. Ainda segundo a PC, Guilherme se matou tempo depois.

Segundo a TV Gazeta, a família revelou que o estudante estava passando por “sérios distúrbios mentais” e estava em tratamento psiquiátrico.

Publicidade

Segundo informações da Polícia, a mãe de Guilherme foi encontrada na cama e levou as primeiras facadas enquanto dormia. Já o pai, que além de ser pastor, também era médico urologista, tentou correr para o banheiro, mas foi golpeado várias vezes e morreu naquele lugar.

Segundo a Polícia Civil, o estudante ligou para parentes após o crime e confessou o assassinato. Depois disso, avisou que estava a caminho de um local para se matar, onde de fato foi encontrado sem vida.

A faca utilizada no crime e um computador do estudante foram apreendidos pela Polícia Civil a fim de serem periciados. Os corpos do casal foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) da capital Vitória. O crime chocou a cidade de Vila Velha onde a família morava.

No apartamento onde moravam, foram encontradas frases de cunho religioso pintadas nas paredes e portas como o símbolo ‘666’. Além disso, diversos símbolos como números e cruzes invertidas também foram encontrados. CONFIRA AS FOTOS AQUI!

Publicidade
Igreja em que o pastor fazia parte divulgou nota de pesar – Imagem: Reprodução

Publicidade

“Já morei em barraca de lona. Só que Deus faz como Ele quer”, testemunha Simone Mendes

Antes de matar os pais, jovem teria pintado símbolos satânicos nas paredes como o número ‘666’