in

Pastor que dizia ser “intérprete de Deus” é acusado de abusar de fiéis em Goiânia

Pastor Esney Martins - Imagem: Reprodução/ TV Globo

Um pastor de Goiânia (GO) está sendo acusado por algumas mulheres de abuso sexual. Como resultado, a Polícia Civil abriu inquéritos para investigar o líder religioso.

Publicidade

Esney Martins da Costa, líder da igreja Renascendo para Cristo, foi acusado de abusar sexualmente de fiéis da sua igreja. Uma das vítimas é uma adolescente de 16 anos.

Segundo a defensora pública Gabriela Hamdan, a polícia recebeu três denúncias contra o religioso, e ele será investigado por vários crimes, entre eles estupro.

Publicidade

“Crime de estupro, crime de importunação sexual. Tem também a posse sexual mediante fraude, tem crime de ameaça, crime de lesão corporal, porque ele batia nas vítimas”, disse Gabriela.

Segundo informações, Esney Martins da Costa se apresentava aos membros da igreja Renascendo para Cristo como um ‘intérprete’ da vontade de Deus. Foi com esse discurso que ele conseguiu abusar uma das vítimas.

“Ele falava que era para o meu crescimento espiritual, que era pra eu crescer na vida. Ele às vezes confunde até a mente da gente em acreditar que o que ele faz vem de Deus”, disse a vítima em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, dizendo ainda que ao contar ao pastor que tinha sido abusada sexualmente quando era criança, ele insistiu ainda mais.

“Você vai ter que passar pela ferida para ser curada. E aí eu fiquei: ‘meu Deus, eu vou ter que ser molestada de novo para ser curada de um trauma que eu fui na infância?’ Então isso não me deixava dormir”, contou.

Publicidade

Uma segunda vítima, de 16 anos, contou ao Fantástico que viveu ‘momentos de terror’ ao lado do pastor. Segundo ela, a sua mãe descobriu os abusos depois que viu seu celular.

“Todas as vezes que ela ia, ela chegava em casa chorando e se mutilava – as pernas, as costas. E eu comecei a desconfiar. Foi um choque. Quando eu vi aquilo, o meu mundo desabou. Eu morri ali. Eu me sinto culpada, eu me sinto culpada de tudo, mas eu também fui vítima disso tudo. Ele me enganou!”, lamenta a mãe dela.

O pastor já foi ouvido pela Delegacia da Mulher, e segundo sua advogada, o líder religioso prestou todas as informações solicitadas. Além disso, diz confiar nas instituições no sentido de garantir lisura e imparcialidade.

Publicidade

Mãe de Rebeca Andrade sobre vitórias: “Nos preparamos com muita oração”

Brasil atinge a marca de 18,6 milhões de pessoas curadas da Covid-19