in

Pastor revela que Lázaro Barbosa foi visitado por demônios antes de morrer

A morte do serial killer do Distrito Federal, Lázaro Barbosa, ainda repercute no Brasil. Isso porque, as investigações estão a todo vapor, na possibilidade de encontrar supostos comparsas. Além disso, surgem na internet rumores sobre o criminoso, entre elas, de um pastor que teve uma visão de três demônios ao lado de Lázaro antes de morrer.

Publicidade

O responsável pela revelação foi o pastor Júlio César dos Santos, presidente da Igreja Santidade e Arrependimento, em Belo Horizonte. Após a morte do criminoso, na última segunda-feira (27), o pastor publicou um vídeo dizendo que três demônios apareceram para Lázaro antes de morrer.

Segundo o pastor, Lázaro Barbosa viu três demônios, um segurava uma bacia na mão, outro segurava uma enxada/foice e o terceiro demônio segurava um saco. Eles apareceram para Lázaro para lhe informar que o “cerco havia se fechado”. Além disso, os demônios estavam ali para ‘buscar’ o criminoso mais procurado do país, naquele momento.

Publicidade

O pastor conta que Lázaro, no momento, se assustou com a presença dos espíritos e clamou a Deus. O pastor deu a entender que o fato aconteceu no domingo (26), e no dia seguinte, Lázaro foi capturado e morto pelas forças policiais.

“Lázaro infelizmente foi condenado. O mundo espiritual não é brincadeira. A salvação na nossa alma é muito importante para nossa vida”, disse o pastor no vídeo publicado por ele no canal oficial da sua igreja.

Duas semanas anteriores à morte do serial killer, o mesmo pastor Júlio César dos Santos havia revelado que Lázaro iria morrer. Segundo o pastor, Deus havia revelado a ele que o criminoso tinha uma grande entidade, motivo pelo qual a polícia não o encontrava.

Na época, Júlio César revelou que Lázaro tinha uma entidade “muito violenta” e que pegou a vida de Lázaro para si, além disso, falou que ele seria morto dias depois. Segundo o religioso, Lázaro tinha o poder de ficar invisível, mas que a morte dele estava perto.

Publicidade

Publicidade

Marco Feliciano deve indenizar Jean Wyllys por associá-lo a facada em Bolsonaro

Justiça de MG proíbe Universal de usar terreno onde havia casarões tombados