in

Pastora Renalida Carvalho vai processar Anderson Silva por calúnia

Renallida Carvalho e Pastor Anderson Silva - Foto: Reprodução

A pastora evangélica Renalida Carvalho, através de sua assessoria jurídica, emitiu uma nota de esclarecimento, após ser alvo de críticas do pastor Anderson Silva. Os advogados da pastora repudiaram as declarações do religioso e afirmou que entrará com ação contra ele.

Publicidade

SOBRE O CASO

Na última semana, o pastor Anderson Silva, líder da Igreja em Movimento, fez duras críticas a Renalida Carvalho. Além disso, o pastor Leonardo Sales, da Catedral IPTM, também foi alvo de Anderson.

Por meio de postagens nas redes sociais, o pastor afirmou que os dois líderes praticam um suposto ‘estelinat0 espiritual’ e os chamou de falsos profetas. “A ignorância bíblica e teológica do povo de Deus produzem falsos profetas como Renalida e Leonardo Sale! Um revela CPF, a outra faz campanha do voto do PIX. Onde está isso na Bíblia?”, questionou o pastor que disse que ficou escandalizado com isso.

Publicidade

REPÚDIO

Na tarde desta quarta-feira (15/09), a assessoria jurídica da pastora Renalida se manifestou sobre as supostas acusações do pastor Anderson Silva. Segundo os advogados Igor Guimarães Lima e Joallyson Guedes Resende, as declarações de Silva foram “levianas e descabidas”.

“[…] que de forma sub-reptícia tenta destruir a reputação de uma pessoa pública que há quase 20 anos dedica sua vida em prol da obra de Deus, cumprindo função social de grande relevância para nossa Cidade e Estado, prestando auxílio espiritual indistintamente”, diz trecho da nota.

Segundo a assessoria da pastora, o pastor Anderson ultrapassou os limites do seu seu direito à livre expressão, ao “imputar falsamente o crime de esteli0nato sem qualquer plausibilidade jurídica”. Além disso, defendeu que a pastora jamais cometeu o suposto crime.

“Pastora Ronalida jamais se utilizou da fé e da crença religiosa do indivíduo para enganar outrem e auferir qualquer vantagem patrimonial”, alegou os advogados da pastora.

Publicidade

Por fim, a equipe jurídica de Carvalho afirmou que entrará com ação na Justiça contra as declarações do pastor. “Buscando a responsabilização criminal do agente pelos delitos de calúnia e difamação”.

Publicidade

Pastor de 53 anos é preso suspeito de estuprar seis crianças em GO

Pastora Renalida Carvalho tem igreja interditada pelos Bombeiros