in

Repórter da CNN diz que missionária previu sua contratação há 11 anos

Tiago Américo - Foto: Reprodução

O repórter da CNN Brasil, Tiago Américo, revelou que recebeu uma profecia de uma missionária há muitos anos atrás a respeito da sua profissão. Segundo ele, a mulher teve uma visão em que ele aparecia como contratado da emissora paulista.

Publicidade

Tiago Américo foi contratado pela CNN Brasil em novembro de 2020 estreando durante um link ao vivo no CNN Prime Time. Antes de fazer parte da emissora atual, o repórter havia trabalhado seis anos nas filiais de Minas Gerais e Rio de Janeiro da Record TV.

Nesta semana, Thiago contou um caso curioso que aconteceu há 11 anos atrás. Uma missionária teria recebido uma revelação de Deus e contou a Tiago. A religiosa teria visto o jornalista trabalhando em uma emissora de TV “de microfone vermelho que se chamava CNN”. No entanto, Tiago não acreditou na profecia. Ele considerava aquela visão como “impossível”.

Publicidade

“Naquela época eu duvidei, por motivos óbvios, que a CNN não havia chegado ao Brasil e trabalhar nela seria impossível. Essa missionária acertou outras coisas da minha vida, coisas tristes como perdas de entes queridos”, disse ele.

O jornalista resolveu compartilhar o caso para incentivar os seus seguidores a acreditar que Deus “sempre tem um lugar bom para quem é fiel a Ele e para aqueles que fazem o bem”.

“Acredito que somos o resultado de nossas escolhas, mas Deus sempre tem um lugar bom para quem é fiel a Ele e para aqueles que fazem o bem. Nem sou tão religioso, até gostaria de ter mais fé! Mas repito: O inexplicável nos habita em abundância! Minha história de vida é um milagre, e hoje só queria agradecer aos que já passaram pela minha vida e que de alguma forma contribuíram para que minha jornada tivesse êxito”, completou o repórter.

Publicidade

Publicidade

Escrito Por

Editor-chefe do Portal do Trono. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência.

Pastora que pregou contra quem posta “coisa de gente preta, de gay” vira ré no RJ

Modelo capa da Revista Sexy largou a igreja por se sentir “pecadora”