in

Satanistas matam jovem para saber se uma das integrantes era psicopata

Enzo Jacomini, Jeferson Rodrigues e Raíssa Borges foram presos suspeitos de matar amiga - Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Uma moça, de 18 anos, foi assassinada em Goiânia por uma mulher que queria saber se era psicopata. O crime aconteceu no dia 24 de agosto, mas somente nesta quarta-feira (15/09), que ela foi presa. Além disso, outras duas pessoas também foram presas e alegaram ser satanistas. Para a polícia, a jovem foi escolhida de forma aleatória.

Ariane Bárbara Laureano de Oliveira havia dito à família que iria lanchar com amigas e desapareceu. O corpo da jovem, que tinha 18 anos, só foi encontrado seis dias depois em uma mata na cidade, em 30 de agosto, com sinais de facadas. O crime teria acontecido a mando de Raíssa Nunes Borges, de 19 anos.

Segundo as investigações, Raíssa queria matar uma pessoa para “saber se era ou não psicopata”. Ela queria saber qual seria a sua reação após matar a moça. Além disso, Enzo Jacomini, de 18 anos, e Jeferson Rodrigues, de 22, também participaram da morte de Ariane Bárbara. Uma delas teria sido a responsável por desacordar a vítima e a outra esfaqueá-la.

De acordo com a polícia, a mandante do crime não demonstrou nenhum arrependimento quando foi presa. Ela e os outros dois suspeitos foram denunciados por asfixiar, matar e depois ocultar o corpo da vítima em uma emboscada.

O delegado Marcos Gomes, responsável pelo caso, disse que a jovem estava em um carro quando mandou um áudio avisando a família que tinha ido lanchar com amigas. Após identificação do veículo, a polícia descobriu que ele foi usado para deixar o corpo da jovem em uma mata no Setor Jaó, ainda em Goiânia.

Os suspeitos disseram à Polícia Civil que mataram a jovem dentro do carro. Eles contaram que no momento da morte, tocariam uma música escolhida pelo grupo e um deles daria o sinal para iniciarem o crime.

Após o assassinato, Enzo e Jeferson se ajoelharam ao lado do corpo e ficaram no local por pelo menos 10 minutos. Em seguida, eles foram a um shopping lanchar. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que a vítima tenha sido escolhida aleatoriamente. Nos próximos dias, o inquérito será concluído e encaminhado à Justiça.

Ariane Bárbara Laureano de Oliveira – Foto: Arquivo Pessoal

Publicidade

Escrito Por

Editor-chefe do Portal do Trono. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência.

Após interdição, Renalida Carvalho realiza culto na praia recheado de famosos

Pastora Renalida Carvalho nega que esteja cobrando vaga em culto