in

Vitória de Deus diz que acusação a Samuel Mariano é um “grande teatro”

Vitória de Deus e Pastor Samuel Mariano - Foto: Montagem/Portal do Trono

A missionária e cantora gospel Vitória de Deus, de 13 anos, que ficou conhecida por cantar e pregar a Palavra do Senhor em vários locais de São Paulo, especialmente no bairro do Brás e na AV. Paulista, usou sua conta oficial no YouTube para comentar sobre a polêmica envolvendo o pastor Samuel Mariano, que foi acusado de trair sua esposa, com uma mulher casada. Para Vitória de Deus, tudo não passa de um “grande teatro”.

Vitória possui milhares de seguidores nas redes sociais, 600 mil inscritos no YouTube, e é bastante querida por todo o Brasil. Ela surpreendeu a todos ao fazer um vídeo comentando a respeito do pastor e cantor gospel Samuel Mariano, depois que surgiu na internet a possibilidade dele ter se relacionado com uma diaconisa da ADBrás Paraíba.

Vitória de Deus afirma que os áudios divulgados até aqui não passa de um ‘teatro’. Segundo ela, a mulher, que se identificou como Monalisa, foi fria ao expor toda a situação. Além disso, entende que o marido dela não a deixaria revelar toda a situação da forma que foi contada através redes sociais.

“Qual é o marido que vê a sua esposa se expor nas redes sociais e ficar calado? Enquanto não mostrar as provas e verdadeiras mensagens, não montagens, mas as verdadeiras mesmo, eu não acredito nessa palahaçada”, disse Vitória.

No entanto, Vitória de Deus concluiu que a mulher poderia estar “perseguindo” o pastor Samuel Mariano. Ela finalizou seu vídeos dizendo que surgirão diversos ‘fakes’ para atingir ministérios, e colocou em dúvida toda situação envolvendo o presidente afastado da Assembleia de Deus.

CRÍTICAS

Após a divulgação do vídeo, dezenas de seguidores da pregadora criticaram Vitória pelo fato dela estar comentando sobre o caso tendo pouca idade. Muitos a acusam de querer ganhar fama e criticaram os pais, que responsáveis por toda a agenda e marketing da pequena missionária.

“O que isso? Essa criança se metendo nesses assuntos é lícito? Qual artigo do Estatuto da Criança e do Adolescente protege crianças contra tal exposição e pune os responsáveis pelo mesmo motivo? A gente não pode deixar um filho nosso fazer um trabalho de entrega de pão, por exemplo, que é contra o estatuto, mas tantas crianças se expondo na tv e internet pode?”, comentou um seguidor. Assista abaixo:

Música de coral gay dos EUA promete “converter” filhos dos conservadores

Isaias Saad e artistas pedem prisão de DJ Ivis após agressão à ex-esposa