in

Bolsonaro vai ao culto: ‘Salomão pediu inteligência, eu peço coragem para decidir futuro do país’

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) participou de um culto evangélico promovido pela igreja Comunidade das Nações, conhecido como “Escola de Hombridade”.

Publicidade
Bolsonaro participa de culto evangélico.
Bolsonaro participa de culto evangélico.

A proposta do culto é promover “um movimento de avivamento e despertamento, (em que) os valores e princípios serão restabelecidos contra os modismos e histerias da pós-modernidade”, segundo o site da entidade.

O palestrante da noite foi Claudio Duarte, que tratou de chamar logo o presidente ao púlpito para dar uma fala aos presentes.

Publicidade

Muito aplaudido pelos evangélicos, Jair Bolsonaro se comparou ao Rei Salomão, que pediu sabedoria a Deus para governar o povo de Israel.

“Salomão pediu inteligência, eu peço mais que isso: coragem para decidir o futuro do nosso país”, disse Bolsonaro.

A primeira-dama Michelle acompanhou o marido no evento. Ela é membro da igreja em questão, embora a frequência nos cultos tenha diminuído após a eleição de Bolsonaro, tendo em vista as questões logísticas para que ela se desloque.

O aceno aos evangélicos vem após abalos na bancada evangélica da Câmara com o governo. Deputados cobraram de Bolsonaro uma maior atenção à bancada, que foi crucial para sua eleição no ano passado.

Publicidade

Marco Feliciano (Pode-SP), por exemplo, publicou diversas críticas em suas redes sociais nas últimas semanas, dizendo que a articulação política de Bolsonaro tem falhado. Silas Malafaia também criticou decisões e posicionamentos recentes do governo, como a não transferência da embaixada brasileira em Israel para Jerusalém.

Publicidade

Escrito Por

Editor-chefe e fundador do Portal do Trono. Advogado, graduado em Direito pela UFCG. Apaixonado por Deus, pela música e pela informação. Um chamado que está sendo atendido, e edificado milhões de vidas no Brasil e no mundo.

Aline Barros revela que casou virgem após 4 anos de namoro

Bolsonaro não muda embaixada e evangélicos se decepcionam: ‘Escritório é esmola’