in

Lula é orientado a escolher um evangélico para candidato a vice em 2022

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - Foto: Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está sendo orientado por integrantes do Centrão a escolher um empresário ou um evangélico para a vice-presidência em 2022. A informação é da CNN Brasil.

Publicidade

Segundo informações, Lula foi orientado em conversas recentes sobre a escolha para o posto de vice. Segundo as pessoas que relataram sobre o caso à CNN Brasil, a escolha poderia diminuir ou dividir a intenção de voto à Bolsonaro.

Vale ressaltar que a maioria esmagadora dos evangélicos apoiam Jair Bolsonaro (Sem Partido). O chefe do executivo tem apoio de diversos líderes evangélicos, como Silas Malafaia, Marco Feliciano, Valdemiro Santiago, Missionário R. R. Soares, entre outros.

Publicidade

Caso um evangélico não fosse possível, Lula também teria sido orientado a escolher um empresário. Dentre os nomes ideais para a função, segundo especialistas, estão os empresários Luiza Trajano, do Magazine Luiza, e Josué Gomes, da Coteminas.

Dentre os religioso, o pastor e teólogo Ariovaldo Ramos é cotado como o mais provável nome ao cargo de vice-presidente, por ser um fiel aliado do político.

No entanto, de acordo com dirigentes petistas, Lula só deve definir um nome no próximo ano. Neste momento, o petista está empenhado em fechar alianças estaduais, inclusive, programa, para os próximos dias, um périplo pelo Nordeste.

ENCONTRO COM PASTOR

Em junho Lula se encontrou com o bispo Manoel Ferreira, líder da Assembleia de Deus de Madureira, em um almoço. O bispo chegou a apoiar publicamente a reeleição de Dilma Rousseff (PT) em 2014, mas tem manifestado apoio a Bolsonaro desde as eleições de 2018.

Publicidade

O encontro, que aconteceu em um sítio, no interior do estado do Rio de Janeiro, foi visto por muitos como uma forma de Lula se aproximar do eleitorado evangélico, visando as eleições de 2022. Mas, o encontrou irritou os evangélicos, e a liderança da Igreja negou que a instituição religiosa estaria apoiando o petista.

Publicidade

Esposa de pastor comete suicídio e deixa 5 filhos com menos de seis anos

Ludmila Ferber revela milagre em meio ao câncer: “Minhas cordas vocais continuam intocáveis”