in

“Igreja não levanta placa de negro e veado”, diz pastor em culto

Pastor Tupirani da Hora Lores - Foto: Reprodução

O pastor Tupirani da Hora Lores, da Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo, está sendo acusado de racismo e homofobia após afirmar em um culto que a “igreja não levanta placa de filho da puta negro e veado”.

Publicidade

A declaração foi feita por ele depois que uma pastora da Igreja Sara Nossa Terra apareceu pregando e criticando os fiéis que defendem causas políticas, raciais e LGBTQIA+. Além disso, naquela ocasião, ela teria dito em um culto que era para os fiéis pararem de “ficar postando coisa de gente preta, de gay”.

Tupirani da Hora Lores, em resposta à pastora, questionou o fato de ela ter feito discurso e ter voltado atrás. Isso porque, ela pediu desculpas, após a repercussão do caso.

Publicidade

“A IGREJA SÓ LEVANTA A PRÓPRIA PLACA”

“Sabe o que você é, Karla Cordeiro? Você é uma puta, uma prostituta, seu pastor deve ser um veado e a sua igreja toda é uma igreja de prostitutas. Vocês não são evangélicos. Malditos sejam vocês, que a garganta de vocês apodreça por terem ousado tocar no nome de Jesus, raça de putas e piranhas, é isso que vocês são”, disse o pastor Tupirani da Hora Lores, em um culto no início de agosto.

“A igreja de Jesus Cristo não levanta placa de filho da puta negro nenhum, não levanta placa de filho da puta de político, não levanta placa de filho da puta de veado. A igreja de Jesus Cristo só levanta a sua própria placa”, completou o pastor aos gritos.

PRISÃO

Mas, a fala dele gerou muita repercussão, e agora, está sendo acusado de racismo, machismo e homofobia. Vale lembrar que ele já foi preso por intolerância religiosa, em 2009. Além disso, em março deste ano, ele foi alvo de uma operação da Polícia Federal. Uma busca e apreensão autorizada pela Justiça buscou encontrar provas que o religioso, em um de seus cultos, pediu por um “massacre” de judeus.

Publicidade

“Manda o delegado vir aqui pedir a minha retratação. Ele não é homem para isso, eu sou vencedor do sistema, ninguém me detém. Eu falo, mando para a puta que pariu e continuo mandando. Manda de novo a (Polícia) Federal dentro da minha casa e vai ver se eu cresço ou diminuo”, disse ele naquela ocasião.

Publicidade

Cantora gospel Soraya Moraes tem celular roubado em semáforo

Cidade de SP vai exigir ‘passaporte de vacina’ para entrada em shoppings e restaurantes