in

“Os incomodados que se mudem”, diz Bispo Samuel Ferreira sobre escândalos de Samuel Mariano

Samuel Mariano e Bispo Samuel Ferreira - Foto: Reprodução

O líder nacional da Igreja Assembleia de Deus do Brás, Bispo Samuel Ferreira, falou pela primeira vez sobre as últimas polêmicas envolvendo um dos líderes da ADBrás na Paraíba, o pastor Samuel Mariano.

Publicidade

Em junho, o então presidente da ADBrás Paraíba, pastor Samuel Mariano, viu seu nome virar assunto no meio gospel. Isso porque, uma mulher teria afirmado que se relacionou com ele. A mulher, chamada Monalisa, divulgou um áudio confirmando que o relacionamento de fato aconteceu.

Além disso, um suposto print da conversa entre os dois também foi divulgado na web. A mesma mulher alegou também nos áudios que não aguentou ficar calada, que estaria recebendo ameaças, e até proposta de dinheiro (1 carro e R$ 10.000,00) para ficar calada, e entregar as provas ao cantor gospel.

Publicidade

Desde que as notícias sobre Samuel Mariano tem viralizado na web, o líder nacional, Bispo Samuel Ferreira, não se manifestou sobre as polêmicas envolvendo a igreja e o religioso. Mas, um vídeo divulgado pelo pastor Dilmo Dos Santos, presidente da AD Madureira em Piracicaba, no interior de São Paulo e presidente da Convenção de Madureira na Paraíba, mostra o Bispo se manifestando.

No vídeo de pouco mais de 1 minuto, Bispo Samuel elogiou a ADBrás Paraíba, o pastor Dilmo dos Santos e os obreiros da Igreja. Além disso, falou que as pressões e os escândalos que saem nos jornais e na imprensa é consequência do crescimento do ministério, que não iria se incomodar com isso, “e que os incomodados que se mudem”.

“O ímpio, o ímpio, é como a flor do campo que murcha rápido, é assim que nós temos que entender. Às vezes vem uma pressão, um jornal fala uma coisa… Isso é consequência de ter crescido. Enquanto o nosso trabalho era pequeno não incomodávamos ninguém, mas de repente o nosso trabalho ficou muito grande e a partir daí nós não vamos nos importar com incômodos. Os incomodados que se mudem. Madureira chegou, vai crescer e logo logo eu vou estar aí com vocês pessoalmente”, disse o Bispo Samuel.

O religioso foi criticado por boa parte dos evangélicos por ter ‘passado pano’ para os últimos escândalos envolvendo o pastor Samuel Mariano. Vale lembrar que em 2018, em meio ao escândalo de vazamento de supostos nudes de Mariano, o Bispo recebeu Mariano na AD Brás, lhe consagrando a pastor e dando a presidência da AD Brás Paraíba.

Publicidade

Publicidade

Silas Malafaia chama imprensa de ‘cretina’ por não destacar a fé de atletas cristãos

Após ganhar a prata, Rebeca Andrade cita trecho de ‘Sabor de Mel’